4.10.06

Balanço das eleições 2006. 1º Parte

Mais uma vez o espetáculo democrático eleitoral brasileiro aprontou a sua. Velhos caciques, “novos” burgueses cheiradores de pó e as velhas rasteiras midiáticas de ultima hora: derruba meu bem. Nada de novo no esgoto. A velha ladainha,afinal, somos o país do futuro... já dizia um grande filho da puta. Os números também são de se alarmar(será?). O TRE-RN registou 192.106 votos nulos, totalizando 10,73 dos votos válidos para o governo do Estado. Não é a toa que a grande mídia insistiu em fazer campanha pelo voto consciente(ahn?) e dizer não ao voto nulo. Pura palhaçada. Para continuar a grande piada e aumentar o deleite dos nossos leitores segue a lista, ou melhor, o cartel/ formação de quadrilha para a camara estadual do RN:

Robison Faria – elegeu o filho para federal seu rebanho tá garantido;
Walter Alves – filho do velho Garibaldi Alves(aquele que se diz governador das águas) mais um FDP que se diverte a custa do dinheiro público.
Márcia Maia – Outra que também segue a linha papai também quero mamar. Filha da candidata Wima MAIA.
Gesane Marinho – Mais uma que endossa o hall da fama da burguesada. A famosa deputada da alimentação... eu sei muito bem onde ela se alimenta nos finais de semana.
Micarla de Sousa e Gilson Moura – A Coronel e seu leão de chacara. Até hoje a coronel pede seus votos com o plasma do fantasma do pai do lado.
Luiz Almir- A puta veia. Assista e saberás do que se trata: http://www.youtube.com/watch?v=NLhQC2dFk70

Ahh.. não dá p/ adjetivar o resto da quadrilha. Fica p/ vocês leitores. Segue, então, o resto dos saqueadores dos cofres públicos:
Leonardo Nogueira, , Nelter Queiroz, Antônio Jácome, Gustavo Carvalho, Álvaros Dias, Ricardo Motta, Ezequiel Ferreira, Lavoisier Maia, Larissa Rosado, Raimundo Fernandes, Wober Júnior, José Adécio, , Poti Júnior, José Dias, Getúlio Rêgo, Fernando Mineiro e Arlindo Dantas.

2 comentários:

um fila da puta qualquer disse...

Fazer parte do governo exige uma série de acomodações, alianças e conciliações, com os outros políticos, com as forças do mercado, que já trazem em si a semente da corrupção passiva, a qual só precisa ser regada com um pouco de dinheiro para se tornar corrupção ativa. O poder corrompe. E o poder absoluto corrompe absolutamente.

A política é a doença, não a cura, e as cabines de votação deviam trazer inscritas o lema que Dante encontrou nas portas do inferno: Abandonai as esperanças, ó vós que entrais.

Anônimo disse...

massa!
e ainda fazem isso tudo em nome da " demoniocracia " , vivemos mesmo uma democracia?

exercer influência no eleitorado , pedir votos " casados " como se fossem senhas para o vila agonia e minando a verdadeira oportuninade de se fazer democracia no país!

Fábio Faria !
PQP!

e pra quem malha na " acadimia " dele e vendeu o seu voto por um ano de malhação grátis!


uhuuuuw