24.9.06

Dadaísmo por Max Ernst.

Max Ernest, pintor alemão, adepto do irracional, do onírico e do inconsciente, envolveu-se com outros movimentos artísticos criando novas técnicas na pintura e na escultura, como a decalcomania e o "frottage" (palavra curiosa que em português significa literalmente um indivíduo se satisfaz sexualmente esfregando-se contra outra pessoa, como por exemplo em aglomerações,
sem contato genital específico), que consiste em aplicar uma folha de papel sobre uma superfície rugosa, como a madeira de veios salientes, e esfregar um lápis de cor ou grafita, de modo que o papel adquira o aspecto da superfície posta debaixo dele. No dadaísmo contribuiu com colagens e fotomontagens, composições que sugerem a múltipla identidade dos objetos por ele escolhidos.
Postado po Renata Marques

2 comentários:

rafael F. disse...

eitcha danado. Literalmente o conteúdo vale mais que a forma.
Renatinha botou moral!

César disse...

dum indendi dada